Sobre asherah

Um pouco sobre mim.

Tenho a capacidade de ver e de ler energias. Não existe um meio de como definir com palavras da forma que vejo, pois, eu sinto a vibração e vejo a aura das pessoas, através da leitura da energia da aura posso ver sentimentos, problemas espirituais, capacidades espirituais, caráter, personalidade, se a pessoa é vitima de magia por exemplo.

A leitura da aura revela muitas coisas sobre a pessoa, uma pessoa pode usar máscaras mas a sua alma não.

Possuo várias faculdades mediúnicas. Meu tipo de mediunidade também é conhecida como médium completo, pois, possuo a clarividência, clariaudiencia, psicofonia, capacidades para psicografia, dentre outras. Sou também uma ocultista e realizo rituais de magia para diversos fins.

Não faço uso da baixa magia, não trabalho com seres do baixo astral, não realizo sacrifício de animais e não sou a favor  a essa prática.

Não fiz nenhum curso e nenhum tipo de preparação. Meu dom veio de nascimento. Ele evoluiu através do meu trabalho, meditação, prática, estudo e conhecimento.

A capacidade para manipular energias é um dom, faz parte da essência da pessoa. Você não adquire essa capacidade em um curso ou depois de uma iniciação, você nasce com ela. Não sou guiada por seres humanos, pois eles não possuem tal conhecimento, quem me guia são seres espirituais elevados que estão acima da capacidade de qualquer ser humano.

Através da manipulação de energias posso ajudar a mudar a vida de uma pessoa. Tudo no mundo é composto por energias, assim, dessa forma, posso modificá-las através de rituais, porém, é importante que a pessoa esteja disposta a seguir as orientações, por que não cabe a mim mudar a pessoa, isso deve ser feito por ela mesma.

Tudo no universo funciona com energias, o meu trabalho é colocar a pessoa em sintonia. Eu posso tratar uma pessoa e orientar para que faça mudanças, não posso mudar a pessoa, quem faz isso é ela mesma mudando sua forma de pensar, ser e agir. Todos os meus tratamentos são acompanhados de orientações.

Respeito as regras espirituais, de modo que não realizo rituais para uma pessoa sem a sua autorização, não importando a finalidade. Ninguém pode decidir sobre o espiritual alheio. Sem a autorização e aceitação da pessoa o espiritual dela não estará receptivo de modo que isso vai gerar consequências para quem faz o ritual e para quem o solicita.